Sodade encerra quinta edição do Vaudeville Rendez-Vous
Estreia nacional do espetáculo da companhia francesa Cirque Rouages encerra o mais influente festival de circo contemporâneo da região norte.


2018.07.27

Termina amanhã, dia 28 de julho, a quinta edição do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous que tem vindo a revelar, nos espaços públicos de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, e de forma gratuita, espetáculos sonantes de circo contemporâneo. Mais de 60 artistas nacionais e internacionais têm vindo a deambular pelas três cidades, cabendo à companhia francesa Cirque Rouages o espetáculo de encerramento do festival, que decorre no sábado, às 22h00, no Jardim do Paço dos Duques, em Guimarães. A performance, em estreia nacional, é apresentada como “uma ode à vida, uma fábula aérea, narrada por dois músicos que tocam e cantam ao vivo numa estrutura de circo única”.

Mas antes do ponto final da programação, ainda muito há para descobrir no universo do circo contemporâneo. Hoje, às 19h00, é apresentada no Largo de Donães, em Guimarães, uma das coproduções do festival. Arquétipo Acto III, da companhia Radar 360º, explora o amor na sociedade contemporânea. Quem não puder acompanhar esta sessão, pode ainda ver o espetáculo amanhã, sábado, às 11h00, no Parque da Juventude, em Vila Nova de Famalicão. Também hoje, às 19h00, o Largo D. João Peculiar, em Braga, acolhe Phasmes, da companhia Libertivore, projeto premiado com uma bolsa para a criação artística da cidade de Aubagne. Já a Praça D. Maria II, em V.N. Famalicão, recebe Saut, da Colletif Bigbinôme, que protagoniza manobras acrobáticas impressionantes. O espetáculo pode ser visto ou revisto amanhã, às 19h00, no Largo de Donães, em Guimarães.

Nesta noite de sexta-feira são três as propostas do Vaudeville Rendez-Vous, todas às 22h00. Flaque, estreia nacional da companhia francesa Defracto, no Largo da Oliveira, em Guimarães (que voltará a ser apresentado amanhã, às 22h00, na Praça D. Maria II, em V.N. Famalicão); Kadok, outra coprodução do festival protagonizada pela companhia Oliveira&Bachtler, no Rossio da Sé, em Braga (amanhã, sábado, o projeto pode ser visto às 22h00 no Topo Sul da Praça. D. Maria II, em V.N. Famalicão); e Somos, estreia nacional da El Nucleo, na Praça D. Maria II, em V.N. Famalicão, espetáculo que abriu na passada quarta-feira a edição deste ano do Vaudeville Rendez-Vous.

No último dia do festival, a programação arranca bem cedo, com três espetáculos, às 11h00. Além do espetáculo da Radar 360º já mencionado, será possível assistir a Dame du Cirque, da troposfera.xyz, no Largo D. João Peculiar, em Braga, e a Boat – Transe Poétique, da Hors Surface, que combina trampolim e arame, no Jardim do Paço dos Duques, em Guimarães. Da programação de amanhã consta ainda o espetáculo coproduzido pelo Festival com o INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo) – Esboço para Paraísos, que será apresentado, às 19h00, no Largo do Paço, em Guimarães.

Oficinas para toda a família também no último dia do Vaudeville
No último dia de festival continuam as atividades para toda a família. Às 14h00, todos os interessados podem aprender as técnicas base para entrarem no mundo do circo contemporâneo, com oficinas gratuitas dirigidas pelo INAC nas três cidades. Em Braga, decorre a oficina de equilíbrio; em Guimarães, a oficina de acrobacia aérea; e em V.N. Famalicão a oficina de manipulação de objetos. As inscrições podem ser feitas no website do Teatro da Didascália: www.teatrodadidascalia.com.

Já às 16h00, o espaço GNRation, em Braga, acolhe o debate “O que fazer com esta nova vaga?” que é aberto ao público em geral e de entrada gratuita. O momento conta com a presença de criadores nacionais e internacionais que vão analisar quais as oportunidades e desafios da nova geração de artistas de circo contemporâneo em Portugal. Ao longo dos quatro dias do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, a organização espera receber mais de 13 mil visitantes nas três cidades.