Shu Club: um conceito inovador na noite do Porto
O mais recente club da cidade está em frente ao mar, apostando na decoração e na música para marcar a diferença.


2007.12.12

O Shu Club é a nova coqueluche da noite do Porto. O espaço assume um conceito arrojado, com particular destaque para a originalidade dos projectos de arquitectura e de decoração de interiores. A cidade Invicta passa a contar com um espaço que faz jus ao melhor do design nacional e internacional, já que por lá se encontram várias influências e muito requinte. Em termos musicais, o club aposta numa diversificada programação mensal, com noites temáticas. Um local incontornável e que promete marcar o melhor roteiro da noite portuense.

Os DJ’s Miguel Maia e Emanuel são os responsáveis pela sonoridade do Shu Club. Sem ser elitista, a programação musical irá focar-se no house e respectivas vertentes, fugindo à música comercial. Mas os DJ’s apostarão também na diversidade através, por exemplo, de noites temáticas. Destaque ainda para a acústica da casa, que é 100 por cento insonorizada, e para os equipamentos de vídeo-jamming e light-jockey, que prometem colorir as noites do Shu Club. Já amanhã, dia 13 de Dezembro, o espaço contará com a presença do Dj King Bizz.

O novo espaço do Edifício Transparente tem 450 metros quadrados e capacidade para 500 pessoas, estando decorado com madeiras lacadas, folha de prata, cristais, INOX e vidros lacados, com uma predominância das cores fuxia, preto, branco e prata. A tecnologia também marca presença em todo o clube, com destaque para os oito robots, os seis plasmas topo de gama e os LCD’s das casas de banho.

Uma das áreas com mais impacto no club é, sem dúvida, a zona lounge. Com vista para o mar – que está a escassos 50 metros –, a área é totalmente envidraçada e tem uma decoração ousada. A zona lounge abrirá ao público até ao final do mês de Dezembro. Miguel Laia é o responsável pela arquitectura e design de interiores do Shu Club. Pelas mãos do arquitecto passaram, por exemplo, o projecto de transformação do restaurante PBX (antigo Foz Club), o espaço Aroma di Roma e o Edifício Coimbra Editora.

O Shu Club, inspirado no Deus egípcio do ar e da luz, personificação da atmosfera diurna que sustenta o céu, quer surpreender quem o visita, aliando a decoração arrojada, à boa música e à localização privilegiada (em cima da praia e de frente para o mar).

O Edifício Transparente – localizado na frente marítima do Parque da Cidade, no Porto – tem uma área total de cerca de 4.000 metros quadrados, divididos, no interior, de forma funcional, por betão, vidro, madeiras e estruturas metálicas. Com 23 espaços de restauração, lazer e entretenimento, é servido por dois parques de estacionamento de grande dimensões: o Parque do Castelo do Queijo e o Parque de Estacionamento de Matosinhos.