Seara.com com nível máximo de acessibilidade
Site da Seara.com garante nível três de acessibilidade, segundo as normas do World Wide Web Consortium (W3C).


2006.03.30

A Seara.com conta, a partir de agora, com o nível máximo (nível três) de acessibilidade, de acordo com as directrizes do Worl Wide Consortium (W3C) – consórcio de empresas de tecnologia fundado em 1994, e que desenvolve web standards para criação e interpretação de conteúdos, de forma a que possam ser acedidos ou visualizados por qualquer pessoa. O site é agora facilmente visualizado, mesmo por pessoas com algum tipo de deficiência ou limitação. O nível três de acessibilidade corresponde ao nível máximo em vigor. Seguindo as directrizes de acessibilidade do conteúdo da web, é necessário cumprir 19 pontos de verificação de prioridade três que se dividem em categorias como: casos gerais, situações em que são utilizados mapas de imagens, casos de utilização de molduras e tabelas, e na hipótese de serem usados formulários. Com efeito, a acessibilidade à web pressupõe que indivíduos com algum tipo de deficiência ou limitação possam compreender, consultar e interagir na web sem dificuldades. Apesar da acessibilidade à web ter como objectivo quebrar barreiras com que se vêm confrontadas quotidianamente pessoas com limitações visuais, auditivas, físicas, discursivas ou mentais, é também ideal para quem não tem nenhum tipo de dificuldade física. Um site para todos Como um dos princípios da Internet é o de desenhar sites que sejam flexíveis de forma a abranger diferentes necessidades e preferências, os utilizadores com Internet mais lenta ou com alguma dificuldade pontual podem beneficiar da acessibilidade à web. Tendo por base este conceito, o site da Seara.com – nesta nova área – conta com três tipos de tamanho de texto à escolha do utilizador. No que toca às imagens, estas contêm um equivalente textual – quando se passa o rato em cima da imagem aparece um texto a descrevê-la. Para facilitar a compreensão da informação, todos os links estão sublinhados, não existindo palavras com abreviaturas, sendo que o tab faz com que se possa percorrer os vários links. As teclas acessíveis constituem outra vantagem deste novo site. Todas as palavras do menu têm uma letra sublinhada: clicando no “Alt” e nessa letra é possível aceder aos conteúdos de cada link. Relativamente às características mais técnicas, esta nova área do site não contem tabelas, nem na programação nem nos conteúdos. As páginas não têm mais de página e meia, sendo de realçar a possibilidade de se aumentar o tamanho do texto sem fazer scroll horizontal. Neste projecto foram usados estilos Cascading Style Sheets (CSS) – mecanismo simples para acrescentar estilos – como fontes, cores e espaçamento a documentos web. Trata-se, com efeito, de um importante projecto desenvolvido pela equipa da Seara.com e cuja conclusão é agora alcançada. O projecto teve já um parecer muito positivo por parte da ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, que, entre outros aspectos, refere que da comparação visual “não foi encontrada disparidade entre a informação visualizada e a informação verbalizada pelo leitor de ecrã”. A Seara.com foi criada em Julho de 2000 por Miguel Monteiro e Abílio Pacheco, tendo neste momento cerca de 40 colaboradores divididos entre os escritórios do Porto e Lisboa.