Restart apoia festival anual de vídeo arte internacional de Lisboa
Prémio Fuso/Restart será atribuído ao projeto “escolha do público” e centrar-se-á no apoio por via da cedência de recursos e meios técnicos.


2017.08.24

A Restart – Creative Education prepara-se para marcar presença na 9ª edição do FUSO – Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa, que decorre até 27 de agosto. O instituto patrocina o Prémio FUSO/Restart, que será atribuído ao projeto “escolha do público” e que se centrará na cedência de recursos e meios técnicos no valor de 1.500 euros. Os participantes disputarão, ainda, o Prémio Aquisição FUSO/Fundação EDP/MAAT para a melhor obra, no valor de 2.500 euros.

Tendo o confronto entre obras históricas e a contemporaneidade na videoarte na sua génese, o festival integra, este ano, a programação do Lisboa Capital Ibero-Americana de Cultura, cruzando a Europa e as Américas num diálogo abrangente e referencial entre passado e presente. Neste sentido, mantendo os eixos programáticos do FUSO, as sessões apresentam propostas de curadores de destaque, tanto de Portugal como da América do Sul e Central. Solange Farkas (Brasil), Pablo Leon de la Barra (México), Jorge La Ferla (Argentina) e Emília Tavares (Portugal) são apenas alguns dos artistas que apresentaram as suas propostas, num programa que conta, ainda, com uma homenagem a Paulo Bruscky – pioneiro da arte concetual nos anos 60 e da arte postal, videoarte e arte sonora a partir dos anos 70.

Refira-se que o apoio da Restart surge no seguimento de um forte investimento que o instituto – que celebra, este ano, o seu 14º aniversário – tem vindo a fazer no desenvolvimento das artes em Portugal. Recorde-se, ainda, que a presença no FUSO se enquadra no Roadshow da Restart, uma iniciativa cujo objetivo é dar a conhecer – na estrada, e de forma mais descontraída – a oferta formativa da Escola.

A Restart – Creative Education é uma escola de formação profissional situada em Lisboa e no Porto. O instituto foi criado, em 2003, como resposta à necessidade de formação profissional de qualidade, no momento em que o ensino superior nacional não fazia um acompanhamento pedagógico totalmente direcionado para a integração no mercado de trabalho. Com uma aposta na formação profissionalizante e forte componente prática, a Restart é acreditada pela Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) e pela APCER (Associação Portuguesa de Certificação) pela norma ISO 9001:2008. A Restart oferece, atualmente, mais de 50 cursos, nas áreas de Image & Film, Sound & Music, Games & Animation, Events & Entertainment, Communications & New Media e Web Tech.