Qimonda recebe workshop da Manufuture 2007 Conference
Sessão de trabalho decorre a 3 de Dezembro, centrando-se nos desafios que o sector e as empresas europeias de novas tecnologias irão enfrentar.


2007.11.29

Com o objectivo de discutir o futuro da indústria transformadora europeia e as condições para o seu desenvolvimento sustentável, o Porto recebe entre 2 e 4 de Dezembro de 2007 a quinta edição da Manufuture Conference. O evento, que decorre no Porto Palácio Hotel, inclui ainda oito workshops paralelos, um dos quais dinamizado nas instalações da Qimonda Portugal – uma das empresas que apoia a iniciativa. Na próxima segunda-feira, dia 3 de Dezembro, a sessão que se realiza nas instalações da Qimonda focar-se-á nos desafios que o sector e as empresas europeias de novas tecnologias estão e irão enfrentar no futuro. A crescente competitividade de empresas estrangeiras, o impacto do investimento em I&D e a necessidade de aumentar esse investimento como forma de concorrer com as economias emergentes são alguns dos temas em análise na unidade portuguesa da multinacional alemã Qimonda AG. Através dos workshops, a organização do encontro pretende mostrar casos concretos de empresas sobre diferentes temáticas, como a transformação de sectores maduros, a investigação e formação em inovação, as sinergias entre Leste e Ocidente, entre outras. A Qimonda Portugal é, assim, um dos casos em destaque, sendo que as recomendações e conclusões finais estão agendadas para o último dia da conferência. A Manufuture Conference 2007, organizada pelo INESC Porto e o Fórum Manufuture Portugal, conta ainda com as intervenções de Belmiro de Azevedo, presidente do Manufuture Industrial Advisory Group, Mariano Gago, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Carlos Zorrinho, coordenador do Plano Tecnológico, António Castro Guerra, secretário de Estado Adjunto da Indústria e da Inovação, e Carlos Costa, vice-presidente do Banco de Investimento Europeu. A Qimonda Portugal é actualmente a maior fábrica europeia de montagem e teste de produtos de memórias, pertencendo à multinacional Qimonda AG, com sede na Alemanha. A produção de semicondutores, nomeadamente de memórias DRAM, é destinada a computadores, servidores e outros terminais digitais, como leitores de MP3, telemóveis, câmaras fotográficas digitais e consolas de jogos, entre outros.