Previsão do polvo do SEA LIFE: Portugal vai perder com a Alemanha
Paulo não teve dúvidas e apontou para a derrota na estreia da selecção nacional no Euro 2012. Previsão acaba de ser feita na cidade do Porto.


2012.05.29

Paulo, o polvo adivinho que há cerca de um mês habita no SEA LIFE Porto, acaba de prever a derrota de Portugal no jogo de estreia no Euro 2012. A criatura marinha foi peremptória ao entrar na caixa que ostentava a bandeira alemã. A equipa das quinas tem encontro marcado com a Alemanha no próximo dia 9 de Junho, em Lviv, na Ucrânia, numa partida que marca a estreia da equipa orientada por Paulo Bento na competição.

Paulo, o polvo, é primo de Paul, que brilhou no Mundial 2010, e do qual terá herdado as mesmas capacidades. As suas previsões irão manter-se ao longo deste Euro, enquanto acertar os resultados. Os polvos são uma das criaturas marinhas mais inteligentes, demonstrando habilidades que, por vezes, surpreendem. Recorde-se que Paulo chegou ao SEA LIFE Porto no âmbito da exposição temporária POLVOMANIA! – patente até ao final de 2012 –, que permite conhecer as características destes animais ao pormenor, como o facto de terem três corações e sangue azul.

Polvo: um dos seres marinhos mais inteligentes
O polvo, que é basicamente um músculo em tamanho grande, é capaz de tarefas tão complexas quanto desarrolhar tampas de frascos, resolver labirintos, distinguir padrões e formas, apenas utilizando os seus tentáculos. Estas criaturas habitam todos os oceanos do mundo, existindo cerca de 650 espécies conhecidas da família dos moluscos cefalópodes, cujo tamanho pode variar entre os dois centímetros e os 23 metros de comprimento.

Com 2.200 metros quadrados de área, o SEA LIFE Porto é um espaço de cultura, entretenimento e aprendizagem que rapidamente se tornou num ex-líbris da Invicta. Além de proporcionar a milhares de visitantes uma experiência única de descoberta das maravilhas do mundo marinho, promove a conservação das espécies pela via da consciencialização social e da educação. O peixe-palhaço, o peixe-dragão, o tubarão-de-pontas-negras e a estrela-do-mar são apenas quatro das cerca de 100 diferentes espécies marinhas e de água doce que, actualmente, habitam em cada um dos 31 aquários instalados.