PAIS 21 acaba de nascer para auxiliar as crianças

Portadores de Trissomia 21 contam agora com um grupo de voluntários, cuja meta é também a promoção da interacção inter-familiar.



2008.06.17

Acaba de nascer o PAIS 21, projecto da responsabilidade da Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21 (APPT21), na qual está integrado o espaço Diferenças. Trata-se de um grupo de familiares e amigos de crianças portadoras de Trissomia 21, que terá como objectivos fomentar a interacção informal e descontraída entre famílias, funcionar como entidade que reúna e divulgue informação acerca da Trissomia 21, criar ferramentas de apoio a famílias a diversos níveis e empenhar-se na questão da inclusão social.

A grande prioridade da APPT21 tem sido o estudo e a aplicação de métodos clínicos terapêuticos, que confiram um maior acompanhamento e uma maior qualidade de vida às crianças portadoras desta alteração genética. Mais integração e menos diferenças são as metas. Porém, este trabalho não podia ser feito apenas pelos técnicos da associação, já que as famílias são um elemento nuclear na integração das crianças.

Todo o trabalho é feito em regime de puro voluntariado, existindo um grupo central responsável pela definição de um plano geral de acções e pela gestão dos recursos. Mesmo estando a dar os primeiros passos, a PAIS 21 tem já um blogue activo, podendo todos os interessados colaborar naquele espaço virtual.

O espaço Diferenças é um centro de desenvolvimento infantil criado em 2004 e que tem como patrono o comentador Marcelo Rebelo de Sousa. O centro está ligado à APPT21 (Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21), mas funciona autonomamente. O Diferenças tem sede em Lisboa (Chelas) e actua ao nível de diferentes perturbações do desenvolvimento infantil.