Guimarães acolhe as tendências da Heimtextil para 2017/2018
Em setembro, no âmbito do projeto Guimarães Marca. Está também assegurada a presença do projeto Guimarães Marca na edição de 2017 da maior feira internacional dedicada ao têxtil lar.


2016.05.30

Guimarães é a cidade escolhida para o evento de apresentação nacional das tendências da Heimtextil 2017/2018, o mais conceituado certame internacional dedicado ao têxtil lar. Todos os anos, a organização da feira anuncia previamente as tendências da temporada seguinte, o que permite às empresas conceberem as coleções, tendo já em conta as indicações das propostas que estarão mais em voga.

Este ano, a cerimónia oficial de apresentação está agendada para dia 6 de setembro, em Frankfurt, na Alemanha. Passados dois dias, a 8 de setembro, às 10h00, no pequeno auditório do Centro Cultural Vila Flor, a cidade berço acolhe o evento destinado ao mercado nacional. Para esse momento, está já confirmada a presença de Olaf Schmidt (diretor das feiras têxteis da Messe Frankfurt), Meike Kern (diretora da Heimtextil), Annemarie Commandeur (responsável das tendências da Heimtextil), Cristina Motta (diretora da Representação em Portugal) e de Filipe Vilas Boas (Chefe da Divisão Económica de Guimarães). A entrada é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia através do e-mail guimaraesmarca@cm-guimaraes.pt.

Esta iniciativa resulta do esforço de promoção do tecido empresarial e cultural vimaranense desenvolvido por Guimarães Marca. Lançado em março, promovido pela Câmara Municipal de Guimarães e dinamizado pela Divisão de Desenvolvimento Económico do Município, o projeto pretende congregar sinergias promovendo o selo “Guimarães Marca” internacionalmente.

Guimarães Marca na Heimtextil 2017
Está ainda confirmada a presença do Guimarães Marca na Heimtextil 2017, evento que decorre para o ano entre 10 a 13 de janeiro, em Frankfurt, com um stand no foyer do Pavilhão 11. Na edição de 2016, e de acordo com a organização do certame, mais de 75 empresas nacionais participaram na Heimtextil, num investimento que foi superior a 2.5 milhões de euros. Registe-se que Portugal é o quinto maior exportador de têxteis lar a nível mundial.