Grupo Bial entra para a EFPIA
Bial é o primeiro grupo português a fazer parte desta reputada federação europeia de empresas farmacêuticas de investigação.


2005.01.22

O grupo Bial acaba de ser aceite na EFPIA (The European Federation of Pharmaceutical Industries and Associations - Federação Europeia das Industrias e Associações Farmacêuticas), sendo a única empresa nacional a fazer parte desta importante instituição que reúne as companhias de investigação do sector farmacêutico europeu. Fundada em 1978, a EFPIA representa a indústria farmacêutica europeia e tem como principal objectivo fomentar a investigação no sector farmacêutico, promovendo a criação de condições para que as empresas desenvolvam novos medicamentos tendo em vista a melhoria da saúde e da qualidade de vida de todas as pessoas. Condição essencial para a admissão do grupo Bial como membro da EFPIA foi, sem dúvida, o compromisso do grupo com a Inovação. Desde 1993 o grupo Bial tem assumido como linha estratégica a Investigação e Desenvolvimento de novas soluções terapêuticas, investindo anualmente perto de 15 por cento da sua facturação anual nesta área. O grupo desenvolve projectos de investigação independentes, em colaboração com instituições universitárias ou com outras companhias, e nos seus dois Centros de Investigação e Desenvolvimento (no Porto e em Bilbau). Fruto deste trabalho, o grupo Bial tem neste momento seis moléculas patenteadas a nível mundial. As moléculas que estão mais adiantadas são um anti-epiléptico e um anti-parkinsoniano que, num futuro próximo, poderão constituir os primeiros medicamentos de raiz e patente portuguesa e que terão como destino o mercado mundial. Relevante foi também o facto do grupo Bial ser a líder do mercado farmacêutico nacional, sendo a única empresa portuguesa a figurar no “Top Ten” da indústria farmacêutica em Portugal. Constituída por 29 associações nacionais de indústrias farmacêuticas e por 43 grandes empresas farmacêuticas, a EFPIA tem como principais áreas de intervenção a ligação entre a indústria farmacêutica e os agentes políticos mundiais e o contacto permanente com as instituições da União Europeia e com as entidades reguladoras do sector. Ao fazer parte da EFPIA, o grupo Bial terá um papel activo na idealização das políticas referentes ao sector farmacêutico europeu, representando Portugal junto da indústria farmacêutica mundial.