Fundação Lusitânia ajuda APPACDM a construir piscina terapêutica
Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental do Porto necessita de 70 mil euros para requalificar centro de reabilitação.


2013.03.27

A Fundação Lusitânia para o Desenvolvimento Universitário e Empresarial está a ajudar a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) do Porto através da recolha de donativos solidários. A construção de um tanque terapêutico adequado às necessidades dos mais de 300 utentes da associação é um dos projetos que está, neste momento, a ser desenvolvido pela APPACDM, e que vai beneficiar da campanha global de recolha de fundos on-line recentemente lançada pela Fundação Lusitânia. Só em território nacional, a campanha – a maior alguma vez realizada a partir de Portugal – vai beneficiar mais de 10 mil pessoas.

Para além da requalificação da piscina para as atividades de hidroginástica e hidroterapia, os fundos destinam-se também à construção de uma sala para exercícios de reabilitação, duas salas com tanques para hidromassagem, três salas para terapias com duche individual e dois balneários. A realização deste projeto irá melhor significativamente as condições de vida e saúde dos utentes, com vantagens particulares na mobilidade. As actividades aquáticas são indispensáveis para a reabilitação dos utentes, e permitem, no caso dos mais idosos, manter funções a nível de autonomia que de outra maneira seriam perdidas. No total, a APPACDM necessita de cerca de 70 mil euros.

APPACDM: mais de meio século a ajudar
A Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental foi criada em Lisboa, em 1962, com o objetivo de dar resposta aos múltiplos problemas de assistência e educação especial a todas as crianças deficientes mentais. A instituição chega ao Porto em 1969, com a inauguração de um Centro Educacional. Atualmente, a APPACDM presta apoio pedagógico, terapia da fala, terapia ocupacional e oferece serviços de psicologia, serviço social e consultas de pedopsiquiatria. Ao dispor dos utentes tem ainda, entre outros, um Centro de Atividades Ocupacionais, um Centro de Atendimento, Acompanhamento e Animação para pessoas com Deficiência.

A Fundação Lusitânia para o Desenvolvimento Universitário e Empresarial é uma instituição de direito canónico, por decreto de D. Jorge Ortiga, tendo personalidade canónica e civil, como confirmado pelo Governo Civil de Braga em 23 de março de 2009. Instituição de solidariedade social sem fins lucrativos, a Fundação tem por missão juntar os ativos humanos universitários e empresariais aos ativos económicos, de forma a obter soluções integradas e sustentadas de combate à pobreza e à exclusão social. A Fundação emana da Congregação do Santíssimo Redentor - instituição com 275 anos, conhecida pelo apoio aos pobres e necessitados no mundo inteiro -, representada em 77 países, com mais de 5.500 membros espalhados pelo mundo. Os donativos podem ser efetuados no site www.fundacao-lusitania.com , através de diversos banners disseminados pela Internet e pelo número de telefone 760 109 110.