Dachser aposta em baterias de lítio como opção sustentável para o setor
Recurso a baterias de iões de lítio poderá representar uma redução aproximada de cerca de 1.600 quilos de CO2 por veículo, a cada ano


2018.12.05

A Dachser, multinacional de logística, visa, até 2022 e apenas na Europa, substituir, nos seus armazéns, cerca de seis mil equipamentos dedicados à movimentação de mercadoria, apostando em veículos movidos a baterias de iões de lítio que, comparadas com as baterias tradicionais, duram até três vezes mais. Têm, ainda, tempos de carga muito mais rápidos, o que permite potenciar, assim, a flexibilidade do uso de veículos equipados com essas baterias. A solução permitirá eliminar, paralelamente, a necessidade de salas especiais, reservadas para o carregamento de baterias. Esta alteração é, também, uma excelente notícia no que toca à sustentabilidade ambiental, uma vez que as baterias de lítio são capazes de economizar energia e, por isso, poderão representar uma redução nas emissões de CO2 de aproximadamente 1.600 quilos, por veículo, a cada ano.

De acordo com Michael Schilling, COO de Road Logistics da Dachser, “a multinacional de logística investe continuamente em instalações e equipamentos de ponta, aprimorando a qualidade dos seus serviços”. O responsável acrescenta, ainda, que “este projeto de modernização é um excelente exemplo de como o lucro e a sustentabilidade podem andar de mãos dadas, produzindo benefícios para os clientes.” A este nível, refira-se que a Dachser pretende converter, até 2022, todas as suas filiais de transporte terrestre na Europa para esta nova tecnologia. A mudança será feita, contudo, passo-a-passo, para que os armazéns não operem, simultaneamente, com as duas soluções.

Dachser impulsiona o desenvolvimento de tecnologia
A tecnologia de iões de lítio já foi introduzida com sucesso nas filiais de Radeburg e Erlensee, na Alemanha. Segue-se, agora, a construção e expansão das instalações em Friburgo e Munique, projetos que irão contemplar, também, a infraestrutura elétrica necessária. Apesar da conclusão do processo estar prevista apenas para o final de 2022, saliente-se que, na Península Ibérica, e até agora, cinco por cento dos equipamentos foi já substituído, principalmente nas filiais de Alicante e Valência. No que toca à tecnologia de baterias, infraestruturas de recarga e software de gestão de energia, a Dachser selecionou a Triathlon como seu fornecedor. André Bilz, team leader de gestão de equipamentos da Dachser refere que “a Dachser, juntamente com os parceiros, procura impulsionar o desenvolvimento da tecnologia de sistemas logísticos e de armazenagem.” O team leader acrescenta, ainda, que o objetivo futuro passa por aumentar a usabilidade dos veículos, tornando-os menores, mais manobráveis e mais leves.

A Dachser é um dos maiores grupos privados do mundo na área da logística e transporte de mercadorias, empregando cerca de 29.100 trabalhadores em 396 filiais em 44 países. A multinacional alemã está presente no mercado ibérico através das linhas de negócio Dachser European Logistics – dedicadas ao transporte terrestre e serviços logísticos integrais – e da Dachser Air & Sea Logistics (ASL), que é responsável pelos transportes aéreo e marítimo, oferecendo, ainda, todos os serviços de valor acrescentado inerentes a estas áreas de negócio. Na Europa, a Dachser posiciona-se no transporte rodoviário como uma solução única para todas as necessidades logísticas orientada para a exportação. Os seus serviços incluem armazenamento e soluções de distribuição, entregas B2C, serviços específicos de carga parcial e completa e serviços especializados para a indústria química e bricolage, decoração e jardinagem. A nível global, em 2017, a Dachser alcançou um volume de negócios de cerca de 6,1 mil milhões de euros. A multinacional alemã processou um total de 82 milhões de expedições, com um volume global de 40 milhões de toneladas.