Curta nacional no Festival de Cinema de Veneza
“A Piscina” é o primeiro filme da dupla de jovens realizadores Iana e João Viana e conta com a produção de Paulo Rocha.


2004.08.05

“A forma como atravessamos num único plano uma piscina pública faz lembrar a vida desde que se nasce até ao fim”. É desta forma, e numa única frase, que João Viana apresenta a “A Piscina”, a única curta-metragem nacional a conseguir entrada no 61º Festival Internacional de Cinema de Veneza, que decorre no próximo mês em Setembro. Iana e João Viana assinam o filme de 16 minutos que convenceu o júri do festival e que estará a concurso na secção “Corto Cortissimo”. O trabalho, que foi subsidiado pelo ICAM, conta com a produção de Paulo Rocha – através da Suma Filmes – e é o primeiro filme de Iana e João Viana. Iana formou-se em Imagem no Conservatório em Lisboa, por influência directa do conhecido realizador António Reis, estando a trabalhar nesta área há vários anos. João Viana é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, tendo estudado cinema no Porto. Há mais de uma década que trabalha em cinema, nas áreas de argumento, realização e produção (como assistente), acompanhando nomes como Manuel de Oliveira, João César Monteiro, Paulo Rocha, entre outros. Para João Viana, o filme “A Piscina” é um objecto difícil de descrever e que cruza todas as artes, da música à pintura, passando pela dança”. O filme tem música original de Carlos Guedes e conta com a participação de Inês Fouto, Teresa Arriaga, Paulo Herbert, João Pedro Vaz e Gustavo Sumpta.