Chip7 cresce cerca de 40 por cento em 2004
Objectivos para este ano passam pela abertura de mais 10 lojas em Portugal e por um volume de facturação superior a 35 milhões de euros.


2005.03.11

A Chip7, empresa de comercialização de material informático e de home cinema, encerrou o ano 2004 com um volume de facturação de 26,5 milhões de euros, mais 40 por cento do que no ano anterior. Na base deste crescimento está a forte expansão da marca a nível nacional, que conta já com 18 lojas de norte a sul do país, bem como o sucesso da área empresarial. Só no ano 2004 a empresa inaugurou nove unidades e um novo centro logístico na zona do Grande Porto, que prepara a empresa para uma expansão até 40 lojas. Este centro logístico tem uma área total de 1630 metros quadrados e representou um investimento superior a 1 milhão de euros. Para este ano, a empresa prevê atingir um volume de facturação acima dos 35 milhões de euros e abrir mais 10 unidades em Portugal – a próxima das quais em Torres Novas. O objectivo de crescimento começou já a ser cumprido, durante o passado mês de Fevereiro, com a abertura em Faro do terceiro núcleo da Chip7 Empresas, depois de Lisboa e do Porto. Neste momento, a Chip7 tem 18 unidades em funcionamento, designadamente três no Porto, três em Lisboa e as restantes em Almada, Aveiro, Braga, Cascais, Coimbra, Leiria, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Nova de Gaia, Vila Real e Viseu –, para além da loja electrónica situada em www.chip7.pt, que é hoje líder de vendas pela Internet no mercado da informática, com 4 mil referências de produto e 220 mil acessos por mês, sendo actualmente o site com mais tempo de visita dedicado pelos portugueses. Relembre-se que a Chip7 foi criada em 1994 por Miguel Monteiro, a partir de uma pequena loja do Centro Comercial Stop, no Porto. Em Março de 2000 a empresa passou a ser detida a 50 por cento pela Cofina, sendo que em finais de 2002 Miguel Monteiro recuperou a totalidade do capital. Actualmente a Chip7 tem uma equipa de 140 colaboradores.