Católica no Porto debate o papel da ética nas ciências e na saúde
Neurodegeneração, Parkinson, Alzheimer e tumor cerebral são apenas algumas das temáticas em análise na nova edição do ciclo de seminários


2019.01.17

“Neurociências e Saúde: O papel da ética na definição do novo paradigma”. É este o tema em destaque na nova edição do Ciclo de Seminários “Mente à sexta-feira”, iniciativa promovida pelo Instituto de Bioética da Católica no Porto entre 15 de fevereiro e 12 de abril. A sessão inaugural centra-se na neurodegeneração e procura analisar o que se passa no cérebro doente e, ainda, como lidar com as questões éticas associadas a este estado.

Os próximos encontros debruçam-se, por sua vez, na análise de temáticas relativas à doença de Parkinson, ao Alzheimer, à Esclerose Múltipla e aos tumores cerebrais. Refira-se que as sessões, promovidas quinzenalmente, sempre à sexta-feira, são conduzidas por António Jácomo (investigador do Instituto de Bioética da Católica no Porto) e por especialistas da área, que refletem sobre os modelos para uma melhor compreensão das questões colocadas por cientistas, profissionais de saúde, doentes, filósofos, políticos e teólogos.

O ciclo “Mente à Sexta-feira” assume, este ano, uma pertinência acrescida, uma vez que a neurociência da saúde se preocupa, atualmente, com a interação entre o cérebro e o bem-estar dos indivíduos e não apenas com a saúde mental. Torna-se urgente, por isso e cada vez mais, a reflexão sobre a visão integral da pessoa no âmbito das questões éticas em saúde, pertencentes à Bioética e à Neuroética. A participação no ciclo é gratuita, mas está sujeita a inscrição. Mais informações em: http://www.bioetica.porto.ucp.pt/pt/VII-Ciclo-Seminarios-Neuroetica-Mente-a-Sexta-Feira

Sessões “Mente à Sexta-feira”. Datas e temas em debate:
Sessão 1 | Neurodegeneração. O que se passa no cérebro doente? Como lidar com as questões éticas? | 15 de fevereiro
Sessão 2 | Parkinson e Alzheimer. Que diferenças? O que fica do “self”? Revisitando o Self sináptico de Joseph LeDoux | 1 de março de 2019
Sessão 3 | Esclerose múltipla. Quando o corpo não responde. Aproveitando para falar da análise ética da revelação do diagnostico e do tratamento | 15 de março de 2019
Sessão 4 | O adamastor do tumor cerebral. A esperança de vida e a vida da esperança. A questão da verdade | 29 de março de 2019
Sessão 5 | A promessa das novas terapias e a desconfiança das técnicas ancestrais. Haverá conciliação? Comentário ao livro "The Future of the Brain" de Gary Marcus e Jeremy Freeman | 12 de abril de 2019

A Universidade Católica Portuguesa é constituída por quatro centros regionais: Braga, Lisboa, Porto e Viseu. No Porto, a Universidade tem dois campus que integram 8 unidades académicas e sete unidades de investigação onde uma comunidade vibrante de mais de 8000 mil professores, alunos e colaboradores partilham conhecimento nas áreas das Artes, Bioética, Biotecnologia, Direito, Economia, Educação, Enfermagem, Gestão, Psicologia, Teologia entre outras. Neste momento, a Católica no Porto oferece 13 licenciaturas, 29 mestrados, 11 doutoramentos, 40 pós-graduações, formação avançada e executiva, Teen Academy e programa Universitário Mais Saber. www.porto.ucp.pt