Autor de “Cidade dos Homens” confirmado em A Quatro Mãos
Guionista, realizador, produtor e cofundador da O2 filmes, Paulo Morelli participa no Encontro de Escrita para Cinema e Televisão em Português.


2017.09.11

Começou por estudar arquitetura até que se envolveu com o cinema experimental. Com cinco longas-metragens no portefólio – incluindo “Cidade dos Homens”, baseada na série homónima exibida pela Rede Globo – o brasileiro Paulo Morelli é cofundador da O2 filmes e ainda o criador do Story Touch, um software para escritores e guionistas. Com um percurso de prestígio, o brasileiro é um dos convidados do A Quatro Mãos – Encontro de Escrita para Cinema e Televisão em Português – promovido pela Academia Portuguesa de Cinema e que se realiza entre 12 e 15 de outubro, em vários espaços de Cascais – e vai falar daquilo que sabe melhor em duas palestras focadas em dramaturgia e ferramentas de escrita para autores.

“Diversos autores, uma dramaturgia” e “Teksto, um software para contadores de histórias” são os dois momentos de destaque de Paulo Morelli no A Quatro Mãos. Na primeira palestra Paulo Morelli vai fazer uma análise comparativa entre as várias escolas de guião, abordando a evolução das estruturas mais clássicas até às mais contemporâneas. O guionista vai fazer um apanhado de como diversos autores definem os aspetos fundamentais da dramaturgia e como acabam muitas vezes por dizer a mesma coisa, mas fazendo uso de palavras diferentes. Já no segundo momento, os participantes do evento vão ter a oportunidade de conhecer o Teksto – a segunda geração do software Story Touch – uma ferramenta desenvolvida com o intuito de auxiliar os autores a ter uma maior clareza da estrutura e dos significados das narrativas que estão a ser contadas. Paulo Morelli vai ainda explicar uma das outras funcionalidades associadas ao Teksto: a de organizar e sistematizar os trabalhos em grupo das “salas de roteiristas”.

Criador da “Cidade dos Homens” com um novo filme a caminho
Foi na década de 90 que Paulo Morelli deu os primeiros passos na indústria da televisão e do cinema. Após ter sido um dos criadores da produtora Olhar Eletrônico, foi também cofundador da O2 Filmes. Em 1997 lançou Lápide, a sua primeira curta-metragem que venceu o prémio de melhor filme em Havana, Los Angeles, Rio e São Paulo. Das cinco longas-metragens com a sua assinatura, destaque para Cidade dos Homens exibida no London Film Festival e no Festival de Berlim. O seu mais recente trabalho Malasartes e o Duelo com a Morte – que vai ser lançado no segundo semestre de 2017 e é uma mistura de personagens do folclore latino-americano e da cultura mundial – é o filme brasileiro com mais efeitos especiais da história.

A primeira edição do “A Quatro Mãos” tem a produção executiva de Paulo Trancoso e coordenação geral de Patrícia Vasconcelos, que partilha a direção de projeto com Rui Vilhena e Edson Athayde. Entre palestras, Q&A’s, debates, workshops e até uma masterclass, o evento garante a presença de duas dezenas de nomes nacionais e internacionais de referência do audiovisual. As inscrições já estão abertas e podem ser efetuadas através do site do projeto: http://aquatromaos.pt, havendo um preço especial para as inscrições realizadas até ao final do mês de agosto.