ADETURN privilegia Leixões para turismo de cruzeiros
Encontro reuniu várias entidades ligadas ao turismo serviu ainda para lançar as bases de um estudo regional, que estará concluído em 2008.


2007.09.11

O porto de Leixões deverá alargar a sua estrutura para poder passar a receber mais turismo de cruzeiros, como forma de potenciar a região do Porto e Norte de Portugal. Esta foi uma das grandes conclusões da reunião que teve hoje lugar em Guimarães e que agregou várias entidades ligadas ao sector do turismo, sob a égide da ADETURN Turismo Norte de Portugal, a agência regional de promoção turística presidida por Jorge Osório. Um estudo que permita perceber qual a fórmula correcta para elevar o porto de Leixões à categoria de destino privilegiado vai ser lançado no imediato, devendo estar concluído em Maio de 2008. Esta foi a primeira reunião pós-Verão da Comissão de Acompanhamento para a implementação do estudo, no qual está incluída toda a linha orientadora do Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT). Designado por “Estudo de Marketing do Porto e Norte de Portugal”, o documento segue as linhas consignadas no próximo Quadro de Referência Estratégico Nacional para 2007-2013 e será para implementar até 2015. Além da importância a atribuir ao porto de Leixões – a APDL está a finalizar um estudo exaustivo sobre a matéria e o trabalho da ADETURN deverá ter em conta as conclusões –, foi ainda considerada estratégica a elaboração de um documento que permita perceber, de forma aprofundada, qual o perfil do turista que chega ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Como teve conhecimento do Porto e da região Norte de Portugal, qual o destino exacto, as suas habilitações académicas, a profissão, se pretende regressar… Isto tendo em conta o crescimento do aeroporto desde o início deste ano. Ao mesmo tempo, será também aprofundada a importância da gastronomia na recuperação do património. Segundo Jorge Osório, presidente da ADETURN, o caso de Guimarães é “ilustrativo do que se pode fazer em termos de recuperação de um centro histórico, aliado à divulgação da gastronomia local e regional”. “Vamos ver como podemos fomentar a gastronomia como produto turístico, tendo em conta a classificação nacional da gastronomia como património cultural”, acrescentou. O primeiro trabalho da ADETURN neste campo foi realizado em 2001, então denominado “Estudo de Marketing Estratégico do Destino Porto e Norte de Portugal”, tendo balizado a sua actuação até 2004. Naquele ano, a associação foi certificada oficialmente como Agência Regional de Promoção Turística do Porto e Norte de Portugal, assumindo então a responsabilidade da promoção turística externa.