«A Piscina» vence prémio no Festival de Asolo
O júri do «Asolo Art Film Festival 2005» premiou o filme português, de Iana e João Viana, com o galardão «Premio Asolo Per La Sezione Film Sull'arte».


2005.12.05

A curta-metragem “A Piscina”, de Iana e João Viana, acaba de conquistar um importante prémio na 24ª edição do “Asolo Art Film Festival”, que decorreu durante o mês de Novembro na cidade de Asolo, Itália. O galardão foi atribuído em ex aequo com o filme “Solo”, do experiente realizador belga Thierry Knauf, e representa para Iana e João Viana uma grande satisfação: "Thierry Knauf é um dos realizadores que mais admiramos desde que vimos o seu «Anton Weber». É uma honra ganhar com ele." “A Piscina”, que se estreou em 2004 na secção Corto Cortíssimo do Festival de Veneza, marcou já presença em inúmeros festivais durante o ano 2005, como o Festival Internacional de Curtas-metragens de Vila do Conde, o Festival Europeu de Curtas-Metragens de Brest, entre outros. O filme venceu, em 2004, o Prémio da Crítica no Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira. Depois de ter sido adquirido pelo Canal Plus (França) e ter tido a sua estreia comercial agendada através da Atalanta Filmes, “A Piscina” foi já convidada, para 2006, para o “Festival International du Court Metrage”, em Lille, e no “Montreal World Short Film Séries”, em Montreal. O trabalho, que foi subsidiado pelo ICAM, conta com a produção de Paulo Rocha – através da Suma Filmes – e é o primeiro filme de Iana e João Viana. Iana formou-se em Imagem no Conservatório em Lisboa, por influência directa do conhecido realizador António Reis, estando a trabalhar nesta área há vários anos. João Viana estudou cinema no Porto e licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Há mais de uma década que trabalha em cinema, nas áreas de argumento, realização e produção (como assistente), acompanhando nomes como Manuel de Oliveira, João César Monteiro, Paulo Rocha, entre outros. O filme tem música original de Carlos Guedes e conta com a participação de Inês Fouto, Teresa Arriaga, Paulo Herbert, João Pedro Vaz e Gustavo Sumpta.