30 crianças dormem no próximo sábado no SEA LIFE Porto
Alunos de Aveiro têm entre 9 e 14 anos e vão participar também na preparação da primeira refeição do dia aos vários habitantes do oceanário.


2012.03.29

Na noite do próximo sábado, 31 de Março, para domingo, 1 de Abril, o SEA LIFE Porto vai proporcionar a 30 crianças de Aveiro a oportunidade de dormirem junto dos aquários dos polvos e dos cavalos-marinhos, em sacos-cama. O objectivo é o de estudar os hábitos nocturnos dos vários habitantes do oceanário. Durante a noite, o grupo de alunos testemunhará a actividade de espécimes que apenas estão acordados no período nocturno, como alguns polvos e lavagantes, ou comportamentos curiosos, como os de alguns tubarões que, mesmo a dormir, nadam sem parar.

As crianças – com idades compreendidas entre os 9 e os 14 anos de idade e que frequentam a Quinta Pedagógica de Aveiro – vão também participar na preparação e distribuição da primeira refeição do dia aos animais, fazer uma visita guiada aos vários aquários e frequentar um workshop educativo sobre a poluição nos oceanos. Os mais novos terão ainda a possibilidade de conhecer o polvo Paulo, perito em adivinhar resultados dos jogos de futebol, que acaba de chegar ao Porto, no âmbito da recém-inaugurada exposição POLVOMANIA!. O grupo será acompanhado por elementos do SEA LIFE Porto, que organiza pela primeira vez uma actividade deste género.

Preservação dos oceanos é prioridade
O SEA LIFE Porto desempenha um papel activo na defesa da preservação dos oceanos e da protecção dos animais, através da educação e consciencialização social para estes temas. Actividades como a visita do grupo de crianças aveirenses permitem exercer uma acção pedagógica, sensibilizando as novas gerações para as problemáticas que o mundo marinho enfrenta.

Com 2.200 metros quadrados de área, o SEA LIFE Porto é um espaço de cultura, entretenimento e aprendizagem que rapidamente se tornou num ex-líbris da Invicta. Além de proporcionar a milhares de visitantes uma experiência única de descoberta das maravilhas do mundo marinho, promove a conservação das espécies pela via da consciencialização social e da educação. O peixe-palhaço, o peixe-dragão, o tubarão-de-pontas-negras e a estrela-do-mar são apenas quatro das cerca de 100 diferentes espécies marinhas e de água doce que, actualmente, habitam em cada um dos 31 aquários instalados.