Quinta, 21 Agosto 2014 09:15
in english
Número Nacional - 707 000 000
SIGA-NOS:
Facebook
Twitter
 
peça-nos uma proposta
clipping
 
 


Feeds notícias  
VIVACINE Maia lança entradas de cinema a três euros
2010-03-31


O VIVACINE da Maia acaba de lançar uma promoção inédita no mercado nacional com bilhetes de cinema ao preço de três euros. A iniciativa pretende dar a conhecer as últimas novidades cinematográficas e os mais modernos sistemas de imagem e som digitais de que o espaço dispõe. Actualmente, o preço médio do bilhete de cinema normal oscila entre os 4,80 e os 5,80 euros. O preço do VIVACINE representa, em alguns casos, uma redução uma redução mínima superior a 60 por cento.


A pirataria digital, a par da actual crise económica que o país atravessa, é o principal factor que justifica a baixa das receitas angariadas pela indústria cinematográfica. Com esta medida inédita, o cinema VIVACINE pretende reavivar o sector e, simultaneamente, democratizar às camadas mais desfavorecidas o acesso às salas de cinema. A campanha estará em vigor até ao final do mês de Setembro.


Bilhete custa meia hora de trabalho


De acordo com um estudo realizado pela Screen Digest, empresa de investigação e estatística na área dos media, sediada em Londres, em Portugal são necessários 55,6 minutos de trabalho árduo para ganhar o suficiente para adquirir um bilhete de cinema. Agora, ao fazê-lo no VIVACINE da Maia bastará despender apenas cerca de 33 minutos, quase metade da média mundial que ronda uma hora de trabalho.


Ainda no que respeita ao tempo laboral dispendido para conseguir amealhar o dinheiro necessário para alimentar o culto do cinema, importa realçar que este valor coloca o VIVACINE da Maia ao nível de países como a Noruega (31,5 minutos) e Suíça (32,7) e bem abaixo de França e Espanha, onde são necessários 38 e 42 minutos de trabalho, respectivamente.


 



voltar

sonda

2004-2009: Seis anos de media em Portugal

A Central de Informação e o jornal Meios & Publicidade lançaram, em 2004, um projecto pioneiro: um barómetro que auscultou a opinião dos jornalistas nacionais. Confira as 50 edições realizadas. Conheça o retrato dos media em Portugal.

9º aniversário CCVF
Data: 17 set./14
Local: Guimarães
Pílades
Data: 18 set. a 5 out./14
Local: TNSJ/Porto
Como se pronuncia Design em Português?
Data: 20 nov./14
Local: MUDE/Lisboa
Editorial

A QUESTÃO CENTRAL

 

Qual o sentido actual de uma empresa de comunicação? Quais as fronteiras éticas entre o mundo empresarial e os media? Até onde deve ir a comunicação institucional? Quais os seus limites? Foi deste ponto que partiu a Central de Informação. O resultado é a fusão de áreas e a criação de um novo conceito de comunicação.

© 2014 Central de Informação - Todos os direitos reservados